Publicidade
Quatro cervejarias belgas se uniram para mostrar como o desperdício pode ser zero criando um destilado a partir de cerveja que seria jogada fora

O fechamento de bares em Bruxelas, capital da Bélgica, devido as medidas para contenção no novo coronavírus criou um desafio para cervejarias locais que ficaram sem um de seus principais canais de distribuição de produto, o que poderia levar a um grande volume de cerveja a ser descartada.

Um olhar atento e ação coletiva acabou criando uma oportunidade a partir desse desafio unindo quatro cervejarias da cidade para criação de um novo produto.

Publicidade

As cervejarias Brussels Beer Project, En Stoemelings, La Source e No Science, fizeram com que essa colaboração se transformasse em “Smells Likes Brussels Spirit”. O nome foi criado numa brincadeira com a palavra spirit que em inglês significa destilado.

A bebida foi criada coletivamente através da destilação de cerveja em barris que seria desperdiçada, gerando um produto que guarda alguma semelhança com o gin e foi aromatizado com pimenta, casca de laranja, coentro e cardamomo e flor de íris que é um símbolo da cidade de Bruxelas


Leia mais:

Brewdog revela planos de adequação de sua redebares


Canais de distribuição do mercado de cerveja estão sendo reconfigurados


“A reutilização é um dos pilares do ambientalismo e uma prática fundamental para o cuidado do meio ambiente, mas também da economia”, comentou Sébastien Morvan, co-fundador do Brussels Beer Project .

A Brussels Beer Project já possuía experiência na conversão de materiais em bebidas após ter sido a primeira cervejaria a transformar pão que seria descartado em cerveja.

“Cada cervejaria examinou seu estoque e trouxe barris que seriam descartados de qualquer maneira, os barris geralmente têm uma vida útil muito menor do que as garrafas”, complementou Morvan, a publicação The Brussels Times. O objetivo do processo era criar algo a partir de partes iguais de cada cervejaria em uma bebida coletiva.

“Estamos muito felizes, nunca fizemos um destilado, mas o resultado foi muito bom”, disse ele, que reconheceu que durante o confinamento sua empresa passou um período “muito ruim”.

Segundo seus cálculos, o Brussels Beer Project perdeu cerca de 40% do seu volume de vendas, que não puderam recuperar nem mesmo com a criação de uma loja online.

Uma rede de dez bares de Bruxelas se engajou na ação de lançamento do produto e criou uma receita de coquetel exclusiva a partir da bebida.

Serão comercializadas apenas 1.000 garrafas de “Smells Like Brussels Spirit”, que podem ser apreciadas a partir de 9 de julho nas cervejarias que forneceram os barris e também em bares parceiros da cidade, embora não seja descartada a ideia que, se as vendas forem bem-sucedidas, mais unidades serão fabricadas. 

A iniciativa promovida pelas microcervejarias belgas mostra como através de recursos acessíveis e ação coletiva é possível a pequenos empreendedores desenvolver produtos inovadores como resposta a momentos de crise.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas