Carlsberg compra parcialmente cervejaria artesanal Mikkeller

Publicidade
Carlsberg compra 20% da famosa cervejaria artesanal Mikkeller e irá expandir a distribuição da marca

Num negócio de valor não revelado, a cervejaria dinamarquesa Carlsberg adquiriu uma participação de 20% na Mikkeller , a cervejaria artesanal internacional com sede em Copenhagen, o que permitirá à marca de cerveja artesanal expandir o seu alcance através dos canais de vendas bem estabelecidos da Carlsberg que é uma dos maiores conglomerados cervejeiros do mundo. 

O fundador da Mikkeller, Mikkel Bjergsø , manterá seu controle acionário e permanecerá como CEO, com a Orkila Capital, fundo de investimento com sede em Nova Iorque nos EUA , permanecendo como o segundo maior acionista da cervejaria.

Continua após a Publicidade

De acordo com a cervejaria, a aquisição visa apresentar as cervejas Mikkeller a um público mais amplo. Apesar de Bjergsø reter a maioria das ações, a Carlsberg vê valor na força da marca Mikkeller.

A Carlsberg tem construído um portfólio de cervejas artesanais para complementar seus produtos mais tradicionais através de diferentes tipos de aquisições, além da Mikkeller ela tem os direitos sobre a marca Brooklyn para vendas na Europa.


Leia mais:

Cervejaria Octopus lança projeto colaborativo para conscientização sobre discriminação LGBTQIA+


Lagunitas iniciará renovação total da identidade visual de sua marca


O acordo, que entrará em vigor no final de 2024, não afetará os bares e restaurantes de Mikkeller em Londres, Berlim, Paris, Amsterdã, Estocolmo, Malmö, Copenhague, Oslo, Tallinn, Aarhus, Tóquio, Sapporo, Taipei, Seul, Bangkok e muitos outros em todo o mundo. Bjergsø expressou entusiasmo com a parceria, prevendo um aumento significativo na distribuição e colocando a Dinamarca no mapa global da cerveja.

Mikkeller viveu fases difíceis recentemente

A Mikkeler viveu fases financeiras dificeis nos úlitimos anos, em especial devido aos impactos da pandemia do Corona vírus que pegou a cervejaria em plena tentiva de expansão global através exportações e da inauguração de bases e restaurantes.

“Dois anos de Covid e o atual ambiente desafiador de custos impactaram o negócio cervejeiro internacional, e Mikkeller infelizmente não foi exceção”, afirmou a cervejaria artesanal dinamarquesa em um comunicado de imprensa de 2022. A dificuldade empresa foi obrigada a vender sua cervejaria de 30.000 hectolitros e tasting room em San Diego, Califórnia, retornando ao contrato de fabricação terceirizada de cerveja, com sede em San Diego.

Dois anos antes, Mikkeller já havia fechado seu segundo posto avançado nos EUA, a cervejaria e taproom de Nova York localizada no estádio do time de baseball New York Mets – apenas dois anos e meio após sua inauguração.

No entanto, Mikkeller esclarece que estes desafios passados ​​não foram a razão para a anunciada venda de uma participação de 20% à Carlsberg. “2023 foi um ano muito bom para Mikkeller. Depois de superar alguns momentos difíceis, conduzimos o negócio com sucesso e restauramos a rentabilidade”, enfatizou Bjergsø.

“Agora, com a Carlsberg a bordo, a nossa distribuição na Dinamarca atingirá novos patamares. Estou entusiasmado com os próximos anos, onde estaremos preparados para estabelecer a Dinamarca entre as melhores nações cervejeiras do mundo.”

Carlsberg ampliará distribuição da Mikkeller

Bjergsø acrescentou: “Este é um grande dia para mim pessoalmente. Quando, há quase 20 anos, me dediquei à produção de cerveja, foi com muita energia e ambição de dar a muito mais pessoas acesso a cerveja de alta qualidade. Para muitos anos, oferecemos aos nossos clientes cerveja de qualidade, mas não tínhamos canais de vendas bem estabelecidos. Com o considerável aparato de vendas da Carlsberg, esta parceria nos oferece uma oportunidade de alcançar muito mais consumidores.”

“Temos um portfólio interessante de cervejas artesanais e esta parceria nos dá a oportunidade de oferecer aos clientes e consumidores variantes ainda mais exclusivas dentro da categoria”, disse o CEO da Carlsberg Dinamarca, Peter Haahr Nielsen . “Temos interesse em que a Mikkeller mantenha sua posição caráter especial, ao mesmo tempo em que podemos contribuir para o crescimento da marca com nosso músculo de distribuição”, afirmou.

Os 48 bares e restaurantes da Mikkeller estão presentes em 18 países ao redor do mundo. Junto ao trabalho de exportação a cervejaria está presente em mais de 50 países.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação Tecnológica pela EQ/UFRJ e analista do mercado de cervejas.