Eisenbahn deixa o patrocínio da Oktoberfest Blumenau e abre espaço para concorrentes

Publicidade
A Eisenbahn, marca do grupo Heineken, comunicou que não patrocinará a Oktoberfest Blumenau 2021 e evento busca novas marcas para parceria

A Eisenbahn, marca pertencente a Heineken Brasil, comunicou que não patrocinará a Oktoberfest de Blumenau, maior festival do tipo no Brasil, caso ela ocorra em 2021.

A Eisenbahn é a cervejaria oficial da festa desde 2015, o contrato da marca como principal fornecedora para a festa terminaria após a edição de 2020, mas uma lei federal sancionada no ano passado para eventos afetados pela pandemia abriu espaço para que o compromisso fosse prorrogado.

Continua após a Publicidade

A Oktoberfest de Blumenau foi criada em 1984 e é maior festival germânico das Américas e remonta a tradição secular da Oktoberfest de Munique na Alemanha. Tanto a versão alemã quanto a brasileira não ocorreram em 2021 devido a pandemia do coronavírus

Segundo a secretaria de Turismo e Lazer de Blumenau, a Oktoberfest, em um cenário normal, injeta cerca de R$ 240 milhões na cidade, movimentando uma cadeia turística formada por cerca de 50 segmentos e gerando 6 mil empregos


Leia mais:

Lagunitas lança sua primeira IPA sem álcool


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


A justificativa apresentada pela Eisenbahn para deixar o patrocínio do evento foi a de que a Heineken tomou uma decisão global de não associar a imagem a eventos que possam promover aglomeração de pessoas, conforme publicou o portal NSC Total.

A Oktoberfest Blumenau está marcada para o período entre 6 e 24 de outubro, mas depende ainda do controle da pandemia. O prefeito de Blumenau informou em entrevista ao NSC Total que o formato tradicional da festa com pavilhões lotados é muito improvável em 2021.

Posto para a cervejaria oficial da Oktoberfest de Blumenau está em abero

A Secretaria de Turismo e Lazer está preparando o lançamento do edital de licitação que irá contratar a nova cervejaria oficial da Oktoberfest a partir da edição de 2022.

Anteriormente a Ambev, maior cervejaria do país, já sinalizou desejo de voltar a patrocinar a festa e pode ser este um momento onde a gigante retorne a este posto.

Outra alternativa possível é um grupo de microcervejarias independentes ganharem espaço dentro do evento, algo que a Associação Vale da Cerveja, que reúne dez produtores regionais, garante que consegue atender as demandas de produto, logística e serviços que a festa exige conforme publicou o NSC Total recentemente.

A Cerveja Blumenau, Bierland, Das Bier, Wunder Bier e Hersing são as cervejarias do Vale Europeu que possuem contrato para participar da Oktoberfest. Atualmente o festival possui 7 pontos destinados as cervejas regionais sendo os outros explorados pela cervejaria oficial

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas