Brewers Association altera sua definição de cervejaria artesanal nos EUA

Publicidade
A associação norte-americana que defende interesse dos pequenos produtores de cerveja nos Estados Unidos flexibilizou sua definição de cervejaria artesanal.

Citando sua necessidade de permanecer flexível, em um momento que uma quantidade crescente de cervejarias artesanais tem experimentando a oferta de produtos diferentes de cervejas tradicionais, a Brewers Association (BA) anunciou hoje sua revisão da definição de cervejaria artesanal.

Essa é a quarta alteração desta definição desde 2007, e afeta diretamente a maneira como a associação reportará seus dados de produção de 2018.

A BA que representa os interesses das cervejarias pequenas e independentes dos EUA, reportou que seu quadro de diretores aprovou a revisão de cervejaria artesanal e retirou o pilar “tradicional” do seu critério de avaliação, priorizando agora os pilares “pequena” e “independente” na sua definição.

Na definição anterior uma cervejaria artesanal era definida como pequena (produzindo menos de 6 milhões de barris), independente ( menos de 25% pertencer a uma empresa que não seja uma cervejaria artesanal) e tradicional (a maior parte de seu volume de produção deve derivar de ingredientes tradicionais ou inovadores).

Publicidade

Nesta atualização a BA declara que uma cervejaria artesanal não necessita ms de que seu maior volume de produção seja composto por cerveja. Desta maneira a associação permitirá que companhias que priorizam a produção de cidra, vinho e hard-seltzer, mas que também produzam cerveja que sejam incluídas na consolidação anual de dados da BA.

O presidente da entidade Bob Pease declarou “Caso esta alteração não fosse realizada, um crescente número de membros que decidiram diversificar seu portfólio com outras bebidas teriam de ser excluídos”.