AB Inbev compra a cervejaria artesanal peruana Barbarian

Conglomerado AB Inbev adquire a Barbarian, a cervejaria artesanal de maior popularidade no Peru.

ZX Ventures , o grupo de inovação e crescimento disruptivo dentro da AB InBev , comprou 100 por cento das ações da cervejaria. artesanal Barbarian do Peru por uma quantia não revelada. O conglomerado internacional já havia adquirido uma microcervejaria artesanal nos EUA também este mês.

 “Estamos muito felizes em receber a Cervejaria Barbarian na família #ZXVentures! Fundada por três amigos de toda a vida em Lima, Peru, a Barbarian é amplamente reconhecida como uma das principais marcas de cerveja artesanal do país. Não poderíamos estar mais animados para tê-los a bordo como nosso mais novo parceiro de artesanato! ”, anunciou a empresa.

A Barbarian foi fundada em 2011 pelos amigos de escola Diego Rodriguez , Juan Diego Vasquez e Ignacio Schwalb e é uma das principais cervejarias artesanais do Peru. Opera 4 taprooms que ficarão nas mãos dos fundadores. A empresa também começou nos últimos anos em escala limitada a exportar sua cerveja para outros países.

Leia mais: AB Inbev adquire sua 11ª cervejaria artesanal nos Estados Unidos

“Hoje o negócio é muito focado em Lima, tanto nos canais comerciais quanto nos quatro pontos próprios. Há distribuição em outras cidades fora do Peru, mas isso não chega a 10% dos negócios e é nesse ponto que sabemos que podemos nos fortalecer ”, disse Daniel Maia , Diretor de Artesanais e Especiais da Colômbia-Peru-Equador na AB InBev. 

“Acreditamos que há espaço para abrir até 20 lojas próprias (com toda a oferta) e outras 20 menores (com escolha limitada de até 4 variedades de cerveja). Entre 40% e 60% dessas lojas seriam localizadas em as províncias onde ainda não entramos”, disse Maia ao portal peruano Gestión.

Leia mais: AB Inbev compra sua primeira empresa de destilados artesanais nos EUA

A ZX Ventures planeja triplicar a capacidade de produção dentro de um ano e estabelecer a Barbarian como uma das marcas líderes de cerveja artesanal em todo o país. “O objetivo deste acordo é manter o sucesso e o crescimento da marca, aproveitando as oportunidades de um mercado em que a demanda por cervejas artesanais está aumentando”, disse Maia.

A AB InBev já possui um quase monopólio no mercado de cerveja no Peru. Desde a aquisição da SABMiller em 2006, é proprietária da Bavaria Brewery na Colômbia, que por sua vez é dona da AB InBev Backus (anteriormente Backus & Johnston ) no Peru. Backus já era em 2006 líder de mercado de cerveja no Peru, com um share de mercado de cerca de 90 por cento. 

Além disso, a Cerveceria AmBev Peru , outra subsidiária indireta da AB InBev detinha outros 4-6% do mercado e operava uma fábrica de fabricação e engarrafamento de cerveja em Huachipa, que foi vendida em 2018 para a companhia CBC Peruana, mas que atua num formato de cooperação com a a gigante belga vendendo marcas internacionais vendendo marcas como Brahma, Corona, Modelo, Stella Artois, Bud Light, Becks, Budweiser, Hoegaarden e Leffe .

Hoje, a Backus opera 5 fábricas descentralizadas de produção de cerveja localizadas em Lima (Ate), Arequipa, Cusco, Motupe e Pucallpa. Além disso, a empresa possui sua própria fábrica de maltes nos arredores de Lima, com capacidade anual de 89.000 toneladas e uma planta de água mineral. A empresa produz e vende em mais de 180.000 pontos de venda em todo o país 10 marcas de cerveja, incluindo Cristal , Pilsen Callao, Cusqueña, Pilsen Trujillo, Arequipeña, San Juan, Budweiser, Corona, Stella Artois e Michelob Ultra.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Analista de comercialização e logística, sommelier e especialista em marketing de cerveja.