Ambev vai produzir oxigênio em adaptando a fábrica da Colorado

Publicidade
Multinacional Ambev anunciou que passará a produzir cilindros de oxigênio em cervejaria de Ribeirão Preto para abastecer hospitais devido a pandemia

A demanda pela utilização de oxigênio em hospitais no Brasil tem disparado meteoricamente com o aumento de internações devido o agravamento da pandemia no país.

Para auxiliar no abastecimento de unidades de saúde, a Ambev anunciou que vai produzir oxigênio através de adaptação de sua cervejaria da marca Colorado, localizada em Ribeirão Preto que passará a gerar o gás e envasá-lo em cilindros.

Continua após a Publicidade

Segundo a empresa, a produção vai ser de até 120 cilindros de 10 metros cúbicos por dia a partir de abril, volume suficiente para manter até 166 pessoas por dia com oxigênio.

Desde a chegada da pandemia ao Brasil em março de 2020, a Ambev tem promovido diversas ações de auxílio no combate da doença, indo da construção de hospitais a fabricação de álcool em gel.


Leia mais:

Os canais de distribuição do mercado de cerveja estão sendo reconfigurados


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


“Nossa equipe já está a todo vapor para que a produção comece no início de abril e que atenda as unidades de saúde em situação mais crítica. Continuamos firmes” destacou o presidente da Ambev, Jean Jereissati, em seu perfil no Linkedin sobre a iniciativa da empresa.

Segundo a Ambev, a usina será operada por times da cervejaria, que atuarão em turnos para garantir a produção de oxigênio 24 horas. Todos os cilindros serão doados para unidades de saúde em situação crítica de estoque do produto.

O planejamento para abastecimento emergencial de oxigênio é uma ação onde o governo de São Paulo convidou a iniciativa privada para entender quais são os grandes desafios das empresas para garantir a produção e o fornecimento de oxigênio para todo o estado.

Além da Ambev participaram da reunião as empresas White Martins, Air Liquid, Air Products, IBG e Atmosfera Gases e Copagaz.

“Todas as empresas se comprometeram em honrar seus compromissos da entrega do oxigênio em todo o estado. O trabalho agora, para além da entrega, é garantir que não haja interrupção no fornecimento por nenhum tipo de desafio” comentou a Veja a secretária de desenvolvimento do estado de São Paulo, Patricia Ellen.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas