Mikkeller realiza festival dedicado exclusivamente a cervejas selvagens

Publicidade
Cervejaria dinamarquesa cria novo festival dedicado a cervejas selvagens e espera atrair também amantes de vinho.

A cervejaria Mikkeller, com sede em Copenhaguen, é popular há algum tempo além das fronteiras dinamarquesas sua terra natal.

Uma empresa relativamente jovem, a Mikkeller se tornou conhecida entre amantes de cerveja e ajudou a propagar o conceito de cervejaria cigana pelo mundo devido ao seu modelo de terceirização de produção utilizado em diversos países.

Publicidade

Anualmente a cervejaria organiza Festivais Mikkeller na Dinamarca e no Japão e agora eles estão lançando um festival mais especializado, focado em cervejas fermentadas de forma espontânea, as chamadas “cervejas selvagens” – na capital dinamarquesa.

Mikkeller considera esse tipo de fabricação de cerveja como altamente experimental e um fenômeno relativamente desconhecido do grande público. Isso resulta em algumas cervejas muito complexas e por dois dias (07 e 08/02), 30 cervejarias diferentes de todo o mundo estarão servindo suas cervejas selvagens em Refshaleøen, em Copenhaguen.


Leia mais:

Lohn Bier firma parceria com unidade de inovação da Ambev


Cervejaria Dogma investe R$ 2 milhões para construir fábrica própria em São Paulo


Este é o local que a Mikkeller tem sua sede em ‘Baghaven’, incluindo um bar e um salão de barris de maturação, mas o festival ocorrerá em um antigo estaleiro próximo, com característica dos ambientes industriais em frente ao porto de Copenhagen.

De acordo com o fundador da Mikkeller, Mikkel Borg Bjergsøe, esse tipo de cerveja agrada tanto aos entusiastas da cerveja quanto aos entusiastas do vinho, já que as ales selvagens compartilham algumas das características do vinho natural.

“O vinho natural se tornou muito popular em Copenhaguen nos últimos anos, e se você gosta desse tipo de vinho, este festival é uma oportunidade única de conhecer um estilo de cerveja que é igualmente emocionante e complexo, um estilo de cerveja que muitos dizem que, em termos de sabor, tem mais referências ao vinho do que à cerveja ”, declarou Mikkel num comunicado da cervejaria.

Dentre as 30 convidadas estão cervejarias da Bélgica, Reino Unido, EUA e uma representante da América do Sul, a argentina Juguetes Perdidos.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas