Consumo de álcool nos Estados Unidos continuou em queda em 2018

Foto: Eaters Collective

Publicidade
Pelo terceiro ano seguido o consumo total de álcool nos Estados Unidos declinou devido principalmente a queda no consumo de cerveja. Veja análises e gráficos na matéria.

Os norte americanos estão ingerindo menos álcool.

O volume total de cerveja, vinhos e destilados consumidos nos Estados Unidos em 2018 caiu 0,8% para aproximadamente 3,35 bilhões em 2018, o terceiro ano consecutivo de queda de volume de acordo com relatório da empresa de pesquisa do mercado de bebidas IWSR.

A principal culpada é a queda no mercado de cerveja, cujo o consumo diminuiu 1,5% no último ano e mais consumidores migraram para destilados e vinhos.

Leia também: O que esperar do mercado de cervejas no Brasil em 2019

É o 24º ano seguido que o consumo de vinhos aumenta em volume nos Estados Unidos de acordo com a IWSR, com destaque para o Prosecco. Já o mexicano Mezcal liderou o crescimento dos destilados conforme reportado pela Bloomberg e Forbes.

Publicidade

O volume de destilados cresceu 2,3%, enquanto o de vinhos subiu 1,3%, porém estes crescimentos não foram o bastante para compensar a diferença da queda da cerveja que possui uma fatia de 79% do mercado total de bebidas alcoólicas americanas.

Especificamente no mercado de cerveja, apesar da queda global muito associada com marcas de grande volume como Budweiser e Coors Light, o segmento de artesanais continuou a apresentar crescimento, porém mais uma vez apenas de um dígito percentual como no ano anterior.

O crescimento menos acelerado do segmento das cervejas artesanais americanas, quando comparado com os de dois dígitos de anos anteriores, evidencia um estado de maturidade do mercado, onde crescimentos adicionais se darão em velocidade mais lenta e gradual.

No segmento premium das grandes cervejarias, as marcas que apresentaram maior crescimento foram a mexican lager Modelo Especial da Constellation Brands e a Michelob Ultra da AB Inbev.

Enquanto a Modelo se beneficia da associação de sua imagem a de uma cerveja importada com clima tropical, a Michelob Ultra que possui menos de 100 calorias por garrafa de 355 ml apela para a tendência de estilo de vida ligado a bem-estar e saúde.

Enxergando o potencial de crescimento do segmento de destilados americanos a AB Inbev adquiriu recentemente a empresa Cutwater Spirits, seu primeiro investimento neste segmento nos Estados Unidos.

Cervejarias artesanais também estão se adaptando ao novo mercado

Marcas artesanais também têm buscado se associar ao crescimento do público ligado a vida saudável, conforme foi publicado no portal da Catalisi sobre a aquisição da cervejaria Sufferfest pela tradicional Sierra Nevada.

Leia também: Registro de novas cervejas no MAPA passa a ser automático

A Sufferfest produz cervejas artesanais com teor de glúten reduzido e com adição de elementos funcionais, enquanto associa seu consumo a práticas esportivas e vida ao ar livre. Com seu mix de cerveja com sabor e apelo saudável foi uma das marcas de mais rápido crescimento no segmento em 2018.

A tendência de wellness e saúde da população americana, que tem também se revelado verdadeira na Europa, tem ainda aberto portas para uma série de investimentos em bebidas sem álcool, de cervejas a kombuchas.

No ramo de destilados, cervejarias como a Rogue e a Dogfish Head já possuem investimentos realizados há algum tempo.

Linha de destilados da Rogue Ales and Spirits

Enquanto mantém seu foco no segmento cervejeiro, estas empresas tentam usar seu potencial de marca para se posicionarem neste mercado de menor volume, porém com crescimento mais acelerado.

“Está claro que os americanos estão bebendo menos de forma geral, que parece ser o resultado de uma tendência contínua na direção de saúde e bem-estar” declarou Brandy Rand, presidente para os EUA e diretor global de marketing da IWSR. “Estamos vendo também agora que os consumidores não são fiéis a apenas uma categoria, o que leva a menos volume para marcas individualmente”.

Fique online com nossas publicações. Curta nossa página no Facebook!