Cerveja liderou, com mais de 70%, a venda de bebidas alcoólicas no Brasil em 2021

Publicidade
Dados da Empresa de monitoramento de vendas Scanntech mostra a vantagem em vendas da cerveja sobre outras bebidas alcoólicas no Brasil em 2021

Dados de mercado reportados pela consultoria Scanntech mostraram o nível de preferência, em faturamento no ano de 2021, entre as diferentes categorias de bebidas alcoólicas, onde há larga vantagem para cerveja.

A empresa monitora vendas de supermercados e atacarejos que contabilizam cerca de R$ 480 bilhões em faturamento.

Continua após a Publicidade

Relatório da empresa, de acordo com publicação no Valor Econômico, reportou a fatia da cerveja no total de vendas de bebidas alcoólicas foi de 74,78%, sendo seguida por outras bebidas alcoólicas com 14,24% e depois pelo vinho com 10,98%.

O ano de 2021 marcou uma forte retomada num período ainda com muitas restrições a bares e restaurantes e sem a ocorrência de grandes eventos devido a pandemia, o que levou a uma ampliação de compras para consumo no domicílio.


Leia mais:

Minas Gerais ganhará nova fábrica de latas de R$ 710 milhões


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


Um ponto que corrobora para os dados da Scanntech foi o recorde de vendas para um ano apresentado pela Ambev reportado em seu relatório anual no começo de 2022.

É necessário levar em conta também que apesar da liderança em vendas de cerveja, há uma diferença entre hábitos de consumo das bebidas alcoólicas onde vinhos e destilados tendem a possuir uma frequência de consumo mais lento, dado que a média de teor alcoólico dessas bebidas é maior que o da cerveja.

De qualquer forma os dados da Scanntech mostram a ampla vantagem que a cerveja ainda ocupa na preferência nacional entre consumidores de bebidas alcoólicas.

As grandes cervejarias tem realizado um trabalho forte de ampliação de portfólio de forma a capturar preferências do consumidor por produtos que estão numa tendência consolidada de ascensão para a categoria premium.

Ambev, Heineken e Grupo Petrópolis aumentaram seu número de opções que rondam a categoria premium, enquanto Coca Cola e Estrella Galicia aumentaram seu investimento no mercado de cerveja no Brasil.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação Tecnológica pela EQ/UFRJ e analista do mercado de cervejas.