Cervejaria Pratinha fecha parceria com braço de inovação da Ambev, ZX Ventures

Cervejaria Pratinha de Ribeirão Preto realiza parceria com ZX Ventures, braço de inovação da Ambev, para realização de trabalhos conjuntos.

Em mais uma atividade dentro do mercado brasileiro, a ZX Ventures, o braço de inovação da Ambev fechou parceria com a Pratinha Brewery, cervejaria de Ribeirão Preto que nos últimos meses tem anunciado uma série de ações resultantes de investimentos no núcleo de inovações da empresa.

O anúncio marca mais um movimento da multinacional para se posicionar dentro das potenciais mudanças que possam atingir o seu mercado, onde a Pratinha tem sinalizado de maneira sistemática possuir interesse de atuação. O foco em inovação da Pratinha foi impulsionado em 2015 com a criação do Beer Hack Lab, um espaço de inovação e desenvolvimento de novas cervejas.

Ao longo dos últimos anos a Pratinha tem divulgado seu trabalho com foco em inovação em diversas frentes. Dentre eles estão um app para criação de cervejas junto ao público, uso de de energia solar para eficiência energética da produção e também uma impressora 3D que utiliza filamentos produzidos a partir de resíduos de produção de cerveja.

Porém nenhuma dessas divulgações chamou tanta atenção para a cervejaria quanto o Magic Booze, lançado em maio deste ano e promovido como a primeira cerveja instantânea do mundo. Na época deste lançamento a Pratinha divulgou que investiu cerca R$ 9 milhões no seu núcleo de pesquisa e desenvolvimento.


Leia também:

Holding da Ambev finaliza aquisição da fabricante da cerveja Kona


A grande atividade na busca de inovações da Pratinha parece ter chamado atenção não só do grande público mas também de uma gigante do mercado. A ZX Ventures, cujo a parceria acaba de ser anunciada com a microcervejaria de Ribeirão Preto, é o braço da AB InBev (holding mundial da brasileira Ambev) responsável por fomentar e incubar inovações dentro da multinacional dentro de um panorama mundial.

Possibilidades de atuação da Pratinha com a ZX Ventures

Assim como a Pratinha a ZX Ventures atuação em inovações na AB Inbev em diversas dimensões que incluem produtos, marketing e modelos de negócio, por exemplo.

Todas as novidades apresentadas até hoje pela Pratinha necessitam de um fator que pode ser oferecida pela ZX, que é escala. Os recursos detidos pela AB InBev possibilitam maiores investimentos, adequados ao apetite de risco necessário para que inovações cheguem mais competitivas ao mercado.

Não foram revelados detalhes nem quantias relacionadas a parceria entre as duas empresas, mas foi anunciado que dentro do modelo, José Virgilio, fundador da Pratinha, vai ter participação tanto na criação como nas vendas de novos lançamentos.


Leia também:

Uma história ilustrada do mercado de cerveja artesanal nos EUA


Os produtos da parceria poderão resultar em diversas propostas, dentre elas aplicativos, cervejas e outras bebidas e até realidade aumentada. Um potencial desenvolvimento, de forma mais específica, poderia estar na versão em cápsulas da Magic Booze que funcionaria com a utilização de uma máquina dedicada que foi anunciada tempos atrás, porém não ganhou nenhuma oferta no mercado.

Atuações das grandes cervejaria em relação ao mercado artesanal no Brasil em 2019 tem chamado atenção pelo caráter mais difuso, diferentes de aquisições que tem ocorrido pelo mundo.

A atuação das chamadas big beer recentemente no país tem se dado através de parcerias como no caso do investimento da Heineken no Instituto da Cerveja Brasil em agosto, da Ambev ao anunciar que ofereceria estrutura para cervejarias ciganas em abril e agora neste acordo mirando em desenvolvimento de inovações com a Pratinha.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Analista de comercialização e logística, sommelier e especialista em marketing de cerveja.