Krug Bier investe R$ 3 milhões em ampliação de sua fábrica em Minas Gerais

Cervejaria mineira Krug Bier, localizada em Nova Lima, investe R$ 3 milhões em ampliação, automatização e redesenho de layout de sua fábrica.

A cervejaria Krug Bier completou 22 anos anunciando algumas novidades. A empresa modernizou a fábrica, localizada no Jardim Canadá (Nova Lima – Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH), criou um novo layout mais atraente, adquiriu três novos tanques de fermentação e ainda expandiu e mudou sua sala de brassagem de localização para integrar a produção ao seu Biergarten.

Com fábrica em Nova Lima, polo cervejeiro do Estado, a Krug vai investir R$ 3 milhões em ampliação da produção, readequação da fábrica e automação dos processos. Hoje, a empresa produz 300 mil litros de cerveja por mês e vai passar para 400 mil litros. 

“Compramos três tanques de 18 mil litros cada e estamos mudando o layout da fábrica para agilizar os processos. Além disso, vamos automatizar uma parte da produção, que vai se tornar mais eficiente”, diz o sócio da cervejaria, Alexandre Bruzzi.

A empresa possui atualmente 60 funcionários. Cinco foram contratados após o início das mudanças. Além dos empregos fixos, pelo menos 20 autônomos são contratados para os eventos. “Esse número, sim, pode aumentar”, comenta Bruzzi.

A expansão da fábrica vai permitir que mais pontos de venda sejam atingidos. “Estávamos na capacidade máxima. Agora, teremos uma folga”, diz.


Leia também:

Bar tradicional de Belo Horizonte investe em sua própria microcervejaria


Outra mudança importante foi a completa reformulação dos sete rótulos da Linha Áustria, que passaram a ter cores marcantes e destacar uma águia estilizada, símbolo nacional da Áustria, em todas as garrafas. Cada estilo ganhou uma cor característica para apresentar maior destaque ao consumidor e todos os novos rótulos trazem uma lâmina de corte diferenciada. A nova estética foi inspirada nos alpes austríacos e nas montanhas mineiras.

A linha Expressionista também passou por pequenas adaptações para se tornar ainda mais atraente. Outra importante novidade é que a cerveja Export deixou de ser envasada em formato long neck para ser vendida apenas na versão 600 ml.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação Tecnológica pela EQ/UFRJ e analista do mercado de cervejas.