Oktoberfest Blumenau terá sete cervejarias artesanais pela primeira vez

Publicidade
Lista das cervejarias artesanais que participarão da Oktoberfest Blumenau é revelado

A 37ª Oktoberfest já conhece as cervejarias artesanais que vão estar presentes na edição que promete ser histórica, após dois anos sem festa devido à pandemia causada pela Covid-19.

A abertura dos envelopes das propostas ocorreu nesta sexta-feira, dia 8, e sete empresas foram definidas vencedoras. Além da maior festa alemã das Américas, as cervejarias que ficaram com os espaços no Setor 1 também poderão explorar comercialmente os pontos na 15ª Sommerfest, em 2023.

Continua após a Publicidade

“A procura das cervejarias artesanais para participar da 37ª Oktoberfest só demonstra o quanto esta edição será histórica. E quem ganha com isso será o público, que terá à disposição uma grande variedade de estilos e sabores”, aponta o secretário de Turismo e Lazer e presidente do Parque Vila Germânica, Marcelo Greuel.

Os pontos de venda da festa destinados às marcas artesanais produzidas na região do Vale Europeu são de quatro cidades. De Blumenau estão a Wunder Bier, Scholer’s Bier, Cervejaria Blumenau e Bierland, de Gaspar, a Glasvoll Bier e completam a lista a Holzbier (antiga Hersing de Timbó) e a Schornstein de Pomerode.


Leia mais:

O ranking das IPAs mais vendidas no maior e-commerce dos EUA


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


O prefeito Mário Hildebrandt destaca que as participações dessas cervejarias contribuem no desenvolvimento e na geração de empregos na região do Vale Europeu. “O setor cervejeiro é uma das marcas de nossa região e a Oktoberfest não é apenas de Blumenau, mas de toda uma região que respira e é beneficiada pela festa”, completa.
  
De acordo com o edital, serão três estandes no Setor 1, três no Setor 2 e um no Setor 3. Todos os pontos com a obrigatoriedade da venda de chope e/ou cerveja sem álcool e o terceiro tipo de chope. Para disponibilizar chope e/ou cerveja sem álcool, a bebida deve ser produzida pela própria contratada, por cervejarias artesanais com sede e produção nos municípios que pertencem a Associação de Municípios do Vale Europeu (AMVE), ou adquiridas junto à cervejaria oficial da festa.   
  
O total da remuneração mínima prevista em edital para arremate dos pontos era de R$ 97.346,50. Esta edição vai gerar uma arrecadação recorde com a comercialização dos pontos, o total ficou na casa dos R$ 484 mil, este montante é 153% superior ao recebido em 2019, que gerou receita de R$ 191.374,03.  

Mais pontos de venda de bebidas não alcoólicas  
Como forma de oportunizar mais pontos de vendas de bebidas não alcoólicas, como refrigerante, suco e água, as cervejarias artesanais também poderão comercializar esses produtos. Para isso, será necessário que as empresas adquiram as bebidas da cervejaria oficial da 37ª Oktoberfest e da 15ª Sommerfest.  
  
“Este movimento visa propiciar mais agilidade na compra dessas bebidas por parte do visitante. Até então, a pessoa precisaria ir a dois lugares para adquirir um chope e uma água, por exemplo. Agora, poderá ter tudo à disposição no mesmo ponto de venda de sua escolha”, destaca Marcelo Greuel.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação Tecnológica pela EQ/UFRJ e analista do mercado de cervejas.