Cervejaria dedicada a cervejas de guarda é criada em Santa Catarina

Publicidade
Endemic Brewing é criada em Santa Catarina dedicada exclusivamente à produção de cervejas de guarda de lançamento sazonal

Uma nova cervejaria está iniciando seus trabalhos em Santa Catarina com um foco bastante específico, dedicada a um produto de nicho e de alto valor agregado que é o de cervejas de guarda refermentadas na garrafa.

A Endemic Brewing, nova marca que nasce mirando neste tipo de produto, quer combinar a técnica de produção nascida na tradição de cervejas belgas e adicionar sabores locais da região rural catarinense onde a produção se encontra.

Continua após a Publicidade

A cervejaria é resultado da sociedade de dois colegas, Matheus Domingues e Nassif Simões, que se conheceram durante curso de formação em técnico de produção de cerveja.

De acordo com publicação do site NSC Total, o primeiro rótulo da Endemic está em fase de finalização e ganhará lançamento no final de março. A inspiração principal da cervejaria será na produção de Farmhouse Ales e Saisons, as chamadas “cervejas da fazenda” da tradição belga.


Leia mais:

Cervejaria Seasons se funde a CBCA


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


É interessante acompanhar como mercados um pouco mais maduros para a cerveja artesanal no país, como sul e o sudeste, estão começando a diversificar alguns modelos de cervejaria que já nascem com foco em nichos muito específicos que a cerveja artesanal tem conseguido fomentar nos últimos anos.

Essa dinâmica é muito semelhante com o crescimento ocorrido nos Estados Unidos nas últimas décadas, guardadas as explícitas diferenças entre os dois mercados, onde conforme a cerveja artesanal ganha espaço algumas cervejarias se fixam em poder investir em públicos bem específicos graças as novas ocasiões de consumo e mercado consumidor desenvolvidos.

No caso da catarinense Endemic Brewing isso se reflete num modelo que pode buscar a produção de cervejas de alto valor de produção, dado o maior grau de complexidade e de tempo de produção requeridos, que requer uma demanda minimamente estabelecida para enxergar o desejo de compra deste tipo de produto.

A técnica de refermentação utilizará garrafas de champagne que permanecerão numa adega dedicada a elas. O resultado processo são cervejas mais sofisticadas que apresentam sabores mais complexos, vida útil mais longa e melhor capacidade de envelhecimento.

Para viabilizar este modelo é importante destacar que a Endemic na realidade compartilha as instalações da cervejaria Unika, nascida em 2016 na região serrana da grande Florianópolis, e passa atuar de certa forma como uma nova marca dedicada a um nicho específico de cervejas de guarda e cervejas ácidas dentro da operação da cervejaria.

O primeiro lançamento da Endemic utilizará a maior parte de seus insumos de fontes nacionais, desde os ingredientes cervejeiros básicos como malte, lúpulo e levedura como também insumos adicionais como frutas e madeiras.

“As frutas [que utilizamos] são regionais, de produtores locais ou até mesmo da fazenda onde a cervejaria está instalada.” – comentou Nassif Simões, um dos sócios-fundadores na publicação do NSC.

As primeiras garrafas a chegar ao mercado terão assinatura tanto da Endemic quanto da Unika em seus rótulos. Inicialmente a nova cervejaria irá distribuir as cervejas nos bares da Unika e também em grandes centros cervejeiros como São Paulo Curitiba, Blumenau e Porto Alegre.

A Endemic possui 7 mil litros em produção, mas a ideia é manter um média mensal de 500 litros o que permitirá lançamentos semestrais.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas