Clube do Malte adquire a Beer.com.br e se consolida no mercado online de cerveja

A loja online Clube do Malte incrementa seu projeto de expansão anunciando a compra do clube assinatura Beer.com.br, que pertencia ao e-commerce Wine.

O e-commerce de cervejas Clube do Malte anunciou a aquisição do clube de assinaturas Beer.com.br, se consolidando como um dos líderes de vendas online de cerveja no Brasil.

A notícia se soma a algumas outras que têm formado um prenúncio de uma etapa de consolidações no mercado brasileiro de cerveja para players que pretendem ter um alcance nacional, onde a racionalização de custos será fundamental para se obter sucesso.

Com a aquisição, o Clube do Malte atinge a marca de 13 mil assinantes ativos e se consolida na liderança do mercado online de cervejas especiais com uma base de 200 mil clientes compradores únicos.

Na nova configuração, os ativos da Beer.com.br serão incorporados à empresa e seguirão no mercado com a marca Clube do Malte. O controle continua a ser realizado pelos fundadores, que planejam duplicar de tamanho nos próximos 24 meses. A operação foi desenhada para que as duas empresas continuem parceiras estratégicas para possíveis negociações.

Para que a migração dessa base de clientes ocorra da melhor maneira possível, o Clube do Malte definiu manter a mesma configuração de produtos e preços, sem interferir no que o cliente Beer já estava acostumado. Além disso, outras vantagens e benefícios também foram estendidos aos clientes que chegam, como o cashback nas compras, o aplicativo de engajamento, o frete Smart e a sua revista de 54 páginas com conteúdo exclusivo. Todos os assinantes Beer também serão sócios do Clube Prime da Wine, o pacote com os benefícios exclusivos – contando com 15% de desconto em todo o site da Wine, entre outros.

Leia também: Dogma lança sistema de franquias para seu taproom

Segundo Douglas Salvador, CEO e fundador do Clube do Malte, a empresa vem passando por um momento muito interessante. “Essa movimentação é um passo importante na nossa visão de construir uma relevante comunidade de apaixonados por cerveja. Estamos prestes a completar dez anos e nosso crescimento vem sendo muito apoiado por essa comunidade”, comemora.

Recentemente, a empresa realizou uma campanha de equity crowdfunding que atraiu 686 acionistas e captando o montante de R$ 1,9 milhão. O e-commerce pretende triplicar o faturamento nos próximos cinco anos através deste projeto.

“Conseguimos atrair investidores apaixonados por cerveja. A oferta fortaleceu ainda mais a comunidade do Clube do Malte e trouxe também novos amigos que agora nos ajudarão a levar nosso negócio para um novo patamar”, destacou o CEO e fundador do Clube do Malte, Douglas Salvador. .

As trajetórias do Clube do malte e do Beer.com.br

O Beer.com.br nasceu em 2011 com o nome Have a Nice Beer, um clube online de cervejas especiais. A iniciativa partiu dos sócios Pedro Meneguetti, Rafael Borges e Rodrigo Sztelzer em Porto Alegre, mudando sua sede posteriormente para São Paulo.

O Beer passou pela sua primeira aquisição em 2013 quando foi comprado pelo e-commerce de vinhos Wine. À época o clube de cervejas havia faturado R$ 2,6 milhões em 2012 segundo publicação da Exame.

Leia também: O que é brewpub / taproom / tasting room? (e qual a diferença entre eles)

O Clube do Malte surgiu em 2010 primeiro no formato de loja física, quando seu fundador Douglas Salvador teve o desejo de empreender com cerveja, Em 2011 foi criado o site, que mais tarde disponibilizaria o serviço de assinatura.

Com 400 assinantes no início, o modelo passou por uma fase de forte expansão e desenvolvimento e atualmente possui mais de 7 mil cadastros ativos. O site funciona também como um e-commerce padrão, oferecendo compras avulsas. O tíquete médio do site é de R$ 150.

Por mês, são despachadas cerca de 50 mil garrafas para todo o Brasil. São cerca de 1.000 rótulos trabalhados, entre cervejas nacionais e importadas, a maioria delas artesanais e uma pequena parte de criação própria. Tudo isso gira em torno do público final, cuja comunidade reúne mais de 140 mil usuários que acompanham a marca pelo site, seja para beber ou conversar a respeito do tema.

Planos para o futuro do Clube do Malte

Como parte do projeto de expansão, o Clube do Malte acaba de lançar uma linha de cervejas especiais de marca própria onde ataca uma faixa de estilos mais simples. Em agosto, foram lançadas três das cinco cervejas programadas para chegar ao mercado até setembro. Batizadas de Underground, Havana Dreams e Chicago Blues, criações nos estilos IPA, Witbier e Porter, respectivamente.

A empresa prepara ainda para o segundo semestre a entrada no segmento B2B através de uma plataforma própria de marketplace. Outro projeto é o lançamento de um aplicativo de engajamento, que permite o compartilhamento de avaliações dos produtos. Pelo canal, os clientes também terão acesso a vídeos de degustação, receitas de pratos e sugestões de harmonização, além de informações sobre as mais variadas cervejas.

Com a aquisição do Beer.com.br a empresa ganha um melhor posicionamento nos segmentos mais altos do portfólio do mercado de cerveja artesanal, voltadas para um público mais seleto onde contará com cervejas mais exclusivas e limitadas.

Adicionalmente, um dos grandes gargalos do comércio online é a operação logística, onde os ganhos de escala com um portfólio mais abrangente permitirão maior otimização poder de negociação na parte de armazenagem e distribuição.

“Continuamos focados em nossos projetos de expansão. Já lançamos os rótulos da nossa linha própria de cervejas e ainda esse mês colocamos nas ruas a primeira versão do nosso aplicativo de engajamento, o que deve nos aproximar ainda mais do nosso público”, explica Salvador.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Analista de comercialização e logística, sommelier e especialista em marketing de cerveja.