Produção de lúpulo no Brasil triplica em 2023 e atinge 88 toneladas

Imagem: Catalisi

Publicidade
Lúpulo brasileiro amplia em mais de 200% a quantidade na colheita demostrando consistência em sua expansão no país

A produção de lúpulo no Brasil cotinua sua rota de crescimento de forma impressionante como mostram os números sobre a colheita do ano de 2023 no país que triplicou em comparação com o ano anterior.

Avaliado como impossível no passado dado a característica de clima apresentadas pelas regiões brasileiras, a produção de lúpulo no Brasil tem evoluído de forma relevante nos últimos 5 anos gaças a muita inovação graças ao somatório de conhecimento aplicado a adaptar a cultura agrícola do insumo cervejeiro.

Continua após a Publicidade

O Brasil atingiu a marca de 88 toneladas de lúpulo colhidos em 2023, o volume representa um aumento de 203% em relação ao ano anterior de acordo com dados da Aprolúpulo (Associação Brasileira de Produtores de Lúpulo).

O cultivo da planta já se estende por 13 estados brasileiros sendo Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais os lideres em quantidade produzida. 


Leia mais:

A ascensão da qualidade do lúpulo brasileiro


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


Um dos destaques em crescimento de área prosuzida é o Rio de Janeiro onde no ano passado a área cultivada cresceu cerca de 433%. O estado possui iniciativas pioneiras no país para a produção de lúpulo nacional e tem a cidade de Teresópolis com reconhecimento de capital do lúpulo no Brasil.

Outro grande destaque é o crescimento do cultivo de lúpulo em Minas Gerais que já é o segundo maior produtor de lúpulo no Brasil, com colheita de 21,8 toneladas no ano passado equivalente a cerca de 25% da produção nacional.

Além do aumento em quantidade produzida, outro fator que tem chamado a atenção do lúpulo brasileiro é a qualidade quem tem conseguido atingir patamares altos dentro da média mundial.

Apesar da expansão a produção de lúpulo no Brasil representa apenas 2% da quantidade utilizada pela indústria brasileira de cerveja. O lúpulo nacional tem sido utilizado principalmente por cervejarias artesanais que adequam mais as características produtivas atuais do insumo.

O Brasil ainda está longe do maior produtor da América do Sul que é a Argentina com cerca de 270 toneladas produzidas anualmente, três vezes mais do que a produção nacional brasileira. No topo do ranking de produtores estão EUA e Alemanha com 53 mil e 48 mil toneladas por ano, respectivamente.

Conhecimento e investimento tem guiadoo crescimento do lúpulo brasileiro

Como todo exemplo de inovação em franco crecimento, o aumento da produção de lúpulo no Brasil possui uma grande diversidade de fatores que permitem explicá-lo, mas 2 são definitivamente de fundamental importância. A disseminação do conhecimento obtido sobre a adaptação da planta no país e o interesse crescente de produtores agrícolas que enxergaram a a oportunidade que o lúpulo apresenta.

Na disseminação de conhecimento, uma série de instituições tem se dedicado a quebrar o estigma e compartilhar o know how angariado nos últimos anos que permite a chamda tropicalização do lúpulo no Brasil. Há de se destacar o papel da Embrapa nesse sentido que junto ao MAPA criou um livro gratuito para orientar interessados no cultivo do lúpulo.

No lado de investimento, tem ocorrido o aumento de produtores agrícolas que enxergam a oportunidade de ingressar na produção de lúpulo de forma permanente ou para rotacionar seu cultivo de forma sazonal sendo o alto valor agregado do insumo um dos grandes atrativos.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação Tecnológica pela EQ/UFRJ e analista do mercado de cervejas.