Publicidade
A White Labs, empresa especialista em fermentação, lançou sua primeira cerveja em lata nos EUA

No início de julho, a White Labs, a empresa pioneira em leveduras e fermentação líquida nos Estados Unidos, colocou suas cervejas em embalagens pela primeira vez.  A Tabberer IPA® é primeiro lançamento sendo o carrro-chefe da marca, que já vendia cervejas on tap, é produzida com duas leveduras diferentes, a WLP001-California Ale e a WLP008 – East Coast Ale.

A Tabberer IPA® recebeu o nome de Horace Tabberer Brown, um químico britânico, que compartilhava uma paixão pela ciência e pela produção de cerveja. Enquanto trabalhava como cervejeiro no final de 1800, ele montou um pequeno laboratório no local, que se tornou o primeiro registro de um cientista usando um microscópio em uma cervejaria. 

Publicidade

A educação sobre leveduras e fermentação é uma grande parte do que o White Labs faz. A empresa, que possui presença internacional, tem sede em San Diego na Califórnia e fornece leveduras líquidas, serviços, análises e também educação para indústrias que vão da cerveja à destilação.

Além de produzir insumos para fermentação e educação sobre eles, a White Labs também opera locais voltados para o cliente em San Diego (com uma cervejaria e sala de degustação) e em Asheville, Carolina do Norte (com um restaurante), onde ensina aos consumidores como o fermento temum papel fundamental em produzir excelente cerveja.

“Adoro falar sobre a ciência da fermentação e seu impacto no aroma e sabor da cerveja. Abrir uma cervejaria foi a maneira de mostrarmos esse impacto. Mas nem todo mundo pode visitar nossa sala de degustação de San Diego ou o brewpub Asheville Kitchen & Tap. O nosso primeiro lançamento de cervej em lata promove a missão da empresa e permite que os consumidores experimentem o impacto do fermento e da fermentação em suas próprias casas. Esperamos que isso dê aos fãs e aficionados de cerveja outra maneira de enxergar, apreciar e falar sobre a cerveja artesanal que hoje está disponível globalmente ”. Declarou Chris White, fundador e CEO da White Labs num comunicado de imprensa.

A Tabberer IPA® será vendido em um pacote misto de 4 latas de 473 ml. Cada pacote de 4 terá duas cervejas, cada uma com as diferentes cepas de leveduras – WLP001- California Ale e WLP008-East Coast Ale. A cerveja estará disponível para venda diretamente na Tasting Room e Brewpub da empresa, e para envios para domicílio através de sua loja on-line de leveduras.

Sobre a White Labs Brewing Co.

A White Labs Brewing Co. faz parte da White Labs, Inc., uma empresa internacional com sede em San Diego, Califórnia, que fornece leveduras líquidas, produtos de fermentação, serviços, análises e educação para profissionais e entusiastas. Começou em 2012 com uma Sala de Degustação em San Diego, eles expandiram sua presença em 2017 com o White Labs Kitchen & Tap em sua localização em Asheville. A White Labs Brewing Co. dedica-se a educar os consumidores sobre o impacto do fermento e da fermentação em alimentos e bebidas. Eles estão na interseção de ciência e a cerveja artesanal. 

As cervejarias Brussels Beer Project, En Stoemelings, La Source e No Science, fizeram com que essa colaboração se transformasse em “Smells Likes Brussels Spirit”. O nome foi criado numa brincadeira com a palavra spirit que em inglês significa destilado.

A bebida foi criada coletivamente através da destilação de cerveja em barris que seria desperdiçada, gerando um produto que guarda alguma semelhança com o gin e foi aromatizado com pimenta, casca de laranja, coentro e cardamomo e flor de íris que é um símbolo da cidade de Bruxelas


Leia mais:

Brewdog revela planos de adequação de sua redebares


Canais de distribuição do mercado de cerveja estão sendo reconfigurados


“A reutilização é um dos pilares do ambientalismo e uma prática fundamental para o cuidado do meio ambiente, mas também da economia”, comentou Sébastien Morvan, co-fundador do Brussels Beer Project .

A Brussels Beer Project já possuía experiência na conversão de materiais em bebidas após ter sido a primeira cervejaria a transformar pão que seria descartado em cerveja.

“Cada cervejaria examinou seu estoque e trouxe barris que seriam descartados de qualquer maneira, os barris geralmente têm uma vida útil muito menor do que as garrafas”, complementou Morvan, a publicação The Brussels Times. O objetivo do processo era criar algo a partir de partes iguais de cada cervejaria em uma bebida coletiva.

“Estamos muito felizes, nunca fizemos um destilado, mas o resultado foi muito bom”, disse ele, que reconheceu que durante o confinamento sua empresa passou um período “muito ruim”.

Segundo seus cálculos, o Brussels Beer Project perdeu cerca de 40% do seu volume de vendas, que não puderam recuperar nem mesmo com a criação de uma loja online.

Uma rede de dez bares de Bruxelas se engajou na ação de lançamento do produto e criou uma receita de coquetel exclusiva a partir da bebida.

Serão comercializadas apenas 1.000 garrafas de “Smells Like Brussels Spirit”, que podem ser apreciadas a partir de 9 de julho nas cervejarias que forneceram os barris e também em bares parceiros da cidade, embora não seja descartada a ideia que, se as vendas forem bem-sucedidas, mais unidades serão fabricadas. 

A iniciativa promovida pelas microcervejarias belgas mostra como através de recursos acessíveis e ação coletiva é possível a pequenos empreendedores desenvolver produtos inovadores como resposta a momentos de crise.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas