IPA sem álcool é uma aposta da Cervejaria Campinas para explorar oportunidades

Publicidade
Cervejaria Campinas investe no desenvolvimento de IPA sem álcool de olho em novas possibilidades que o nicho apresenta.

Desde o último trimestre do ano passado a Cervejaria Campinas, localizada na cidade de São Paulo que dá nome a marca, passou a contar com uma cerveja sem álcool no seu portfólio de produtos. A escolha da cervejaria foi em investir numa IPA para este lançamento.

Batizada como IPA Zero a cerveja da Campinas é fruto de um desejo de cerca de dois anos atrás de seus sócios que enxergaram a possibilidade de explorar este nicho e mais recentemente encontraram um caminho para poder viabilizar isso.

Continua após a Publicidade

Iniciativas de lançamentos de novas cervejas sem álcool recentemente no Brasil se iniciaram há cerca de dois anos, conforme publicação da Catalisi que analisou novos movimentos nesta direção com produtos das cervejarias Dádiva e Leuven entre os primeiros destaques.

Um impulso de maior escala realizado alguns meses depois foi o lançamento da Heineken 0.0 no país, que seguiu uma estratégia internacional da multinacional, e já está presente em diversos pontos de varejo pelo Brasil com ótima aceitação em vendas que levaram o produto ao limite de sua capacidade de produção no país.


Leia mais:

Lagunitas lança sua primeira IPA sem álcool


O que esperar do mercado de cerveja em 2021


A Cervejaria Campinas decidiu por investir numa cerveja sem álcool por enxergar um mercado bastante interessante a ser desenvolvido para este produto, principalmente devido as novas ocasiões de consumo que ele possibilita.

“Existe um potencial de mercado de pessoas gestantes, lactantes, os chamados ‘motoristas da rodada’ com interesse em bebidas deste tipo. Há ainda a possibilidade da cerveja sem álcool ser utilizada como repositor pós- treino para pessoas que possuem o hábito de práticas esportivas” comentou Ladir Neto, sócio-fundador da Cervejaria Campinas.

Com essas oportunidades em mente a Campinas busca destacar alguns destes atributos no rótulo da cerveja que comunica de forma mais chamativa seu teor alcoólico e seu reduzido conteúdo calórico. A IPA Zero apresenta 69 calorias enquanto em médias cervejas do tipo possuem entre 100 e 200 calorias.

Um dos pontos mais recentes que permitiu o lançamento da cerveja foi a disponibilidade comercial de leveduras específicas para cervejas sem álcool, que apresentam uma capacidade de fermentação controlada, atingindo uma patamar inferior a 0,5% de teor alcoólico.

A utilização de leveduras específicas para esta finalidade é uma das alternativas para a produção deste tipo de cervejas, outra saída é o investimento em equipamentos específicos para este processo o que requer um maior nível de investimento

“O processo de produção é bastante desafiante porque requer tempo de fermentação maior do que o de uma cerveja comum no nosso caso e precisamos ter um cuidado maior também na pasteurização. No dry hopping utilizamos uma carga dos lúpulos Citra e Sabro que se aproxima do de uma double IPA para que ela entregue um sensorial bem interessante” analisou Ladir sobre o processo de produção da IPA Zero.

A escolha pelo lançamento de uma IPA como sua primeira sem álcool está relacionado com o potencial comercial que o estilo já apresenta junto ao público, uma aposta que tem atingido um resultado interessante nesses primeiros meses conforme revela a aceitação do produto.

“O feedback do público relativo a cerveja tem sido muito bom, com relatos de como a bebida entrega a experiência de uma IPA. Uma loja online especializada em vinhos, cervejas e destilados sem álcool vendeu rapidamente o estoque e pediu um novo lote assim que lançamos.” revelou o sócio-fundador da Campinas

O mercado para cervejas sem álcool especificamente para microcervejarias no Brasil ainda está numa fase bastante inicial e apresenta uma série de desafios em relação a viabilização do processo de produção e a estratégia de marketing a ser aplicada. Porém, certamente este será um pequeno nicho crescente na realidade do país ao longo dos próximos anos.


Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Publicidade
Publicidade

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas