Heineken Brasil investe R$ 865 milhões em fábrica no Paraná visando segmento premium e zero álcool

Publicidade
A multinacional holandesa anuncia novo investimento em sua fábrica no Paraná para acelerar seu crescimento verificado no último ano

A Heineken anunciou esta semana através de publicação na Reuters que realizará investimento de 865 milhões de reais na expansão de sua fábrica em Ponta Grossa no Paraná visando ampliar a oferta de seu portfólio premium, além de iniciar a produção da Heineken 0.0, versão sem álcool de seu carro-chefe de produtos.

O novo investimento da Heineken se soma ao ao valor de 985 milhões de reais anunciado em 2019, totalizando 1,85 bilhão de reais a serem investidos em seus ativos no Brasil.

Publicidade

O Brasil se tornou um país chave para multinacional holandesa, tendo ultrapassado os EUA e Europa em volume de consumo em 2019 se tornando o principal mercado da Heineken no mundo. O volume de vendas da empresa no Brasil subiu 3,3% enquanto globalmente permaneceu estagnado.

A empresa possui atuação em todos os segmentos do mercado de cerveja desde as de baixo custo até as artesanais, mas tem no segmento premium a sua principal arena. As cervejas premium são a faixa de maior crescimento no mercado brasileiro e tem sido alvo de disputa entre as grandes cervejarias no Brasil que incluem Ambev e Grupo Petrópolis.


Leia mais:

Brasil se torna maior mercado da Heineken no mundo


Heineken Zero álcool chegará ao Brasil no primeiro semestre de 2020


O investimento da Heineken em Ponta Grossa expandirá a capacidade de produção da fábrica em 75% com o objetivo principal de ampliação de oferta da cerveja Amstel e também do produto ícone da empresa.

Adicionalmente, a Heineken Brasil levou a público que a fábrica do Paraná será a primeira a produzir a Heienken 0.0%, a versão sem álcool da de seu carro-chefe, sendo esta a primeira oferta de uma cerveja em álcool destinada ao mercado premium nacional.

“Um investimento como este não se toma pensando no curto prazo….As duas marcas (Heineken e Amstel) estão crescendo muito aceleradamente no país…A categoria de cervejas no Brasil é extremamente grande. Tem um mercado enorme e consumidores novos entrando na categoria. Basicamente estamos fazendo uma nova cervejaria”, declarou a Reuters o presidente da Heineken Brasil Maurício Giamellaro.

A Heineken ao longo do último ano tem anunciado uma série de medidas para comunicar ações de atendimento de sua crescente demanda no Brasil ao mesmo tempo que se esforça para contornar uma disputa judicial com a Coca Cola que possui direitos de distribuição da marca no país.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas