Publicidade
O PIX, novo meio de pagamento criado pelo Banco Central, oferece oportunidade para diferentes negócios do mercado cervejeiro

A partir do dia 16 de novembro um novo meio de transações financeiras chamado PIX desenvolvido pelo Banco do Central, seja para transferências ou pagamentos, estará disponível ao público e deve causar grandes mudanças nas operações eletrônicas que envolvem dinheiro.

Especificamente no mercado de cerveja uma série de negócios poderão aproveitar esta oportunidade para impactar positivamente as suas transações, facilitando o momento da compra e melhorando o fluxo de caixa. Continue lendo para entender o porquê.

Publicidade

O PIX poderá ser utilizado como um meio de pagamento à vista que utiliza a facilidade semelhante a transações onde se utiliza cartão de crédito, só que necessitando apenas de um dispositivo eletrônico, como smartphone ou computador, e provocará mudanças tanto em compras em estabelecimentos físicos quanto em compras online.

Uma das grandes vantagens do novo tipo de transação é que ela pode ser realizada 24 horas por dia e durante os 7 dias da semana, diferente de transferências como DOC e TED que possuem restrições. Além disso, a transferência do dinheiro ocorrerá em no máximo dez segundos.


Leia mais:

Cervejaria Seasons se une a Leuven e Schornstein e se funde a CBCA


Cervejas batem recorde no share de utilização de latas no Brasil


O mercado de bares e restaurantes, por exemplo, terá oportunidades de substituir parte dos pagamentos atuais feitos nestes estabelecimentos pelo novo meio digital de uma maneira bastante simples. O PIX, permite a geração de um QR Code com o valor do pagamento pelo negócio e a leitura e a conclusão da transação através do smartphone do cliente.

Com isso, o pagamento é realizado sem a necessidade de contato das pessoas com cartões e máquinas, contribuindo para a dinâmica da chamada “economia sem contato” que está sendo acelerada pelas recomendações de prevenção da disseminação do novo coronavírus.

PIX alavancará vendas online de cerveja

O PIX também tem grande potencial de alavancar vendas online tanto de grandes quanto pequenos negócios o que contribuirá para alavancar esta tendência que cresceu de maneira acelerada em 2020 no mercado de cerveja.

Um dos grandes benefícios para vendas online trazido pelo novo meio de pagamento é a agregação de conveniência para o consumidor, e conveniência é um fator chave para facilitar transações por canais digitais.

Um exemplo simples onde a inovação desenvolvida pelo Banco Central poderá impactar pequenos negócios cervejeiros é na venda via whatsapp, que ganhou muita importância para lojas especializadas e pequenas cervejarias que optaram por vendas diretas com a busca do isolamento social pelo público.

O próprio espaço de diálogo no whatsapp poderá ser o ambiente da concretização do pagamento, onde o PIX poderá ser acionado através de um link que solicitará apenas a confirmação do número do telefone para finalizar a transação.

Grandes lojas online também poderão tirar proveito da nova tecnologia de pagamento pois o PIX permite uma série de automatizações que geram atualizações do valor do pagamento sem a necessidade de um intermediário, oferecendo uma opção de pagamento à vista de conclusão mais simples para o cliente.

É esperada uma série de inovações a serem criadas por instituições financeiras para diferenciar os serviços de pagamento a partir do PIX, que devem oferecer oportunidades para diferentes negócios dentro do mercado de cerveja. Em 2021 o Banco Central planeja agregar a opção de pagamento deste meio através da aproximação de dispositivos.

Cabe ressaltar que a redução de tarifas somada ao recebimento do pagamento em apenas dez segundos oferece grande margem para melhoria do fluxo de caixa em especial de pequenos negócios que devem se planejar para oferecer de forma atraente aos clientes a nova opção para realizar suas compras.

Para conhecer mais detalhes sobre o PIX visite a página do Banco Central sobre a nova tecnologia clicando aqui.

Receba semanalmente o melhor conteúdo sobre o mercado de cerveja

Sobre o autor

Felipe Freitas é engenheiro químico, mestre em Gestão da Inovação pela EQ/UFRJ
Sommelier e especialista em marketing de cervejas